Ode à República

27 maio

Sob a larga amplidão destes céus, um misto de comédia e tragédia interpretada pelos mais torpes labéus. Sepultaram todas as esperanças de um novo porvir! Os escravos de outrora, havidos em tão pouco nobre país, são o sobrenome do partido dos mais tiranos hostis. O STF declarou, somos todos iguais, e unidos saberemos levantar nossos augustos estandartes do MST e GLBT. Do audaz pavilhão de Brasília nasce o sangue do povo em nosso pendão. É de ganância vossa força e poder. Mas, quem sabe no futuro, hão de ver-nos lutar e vencer. O brado, hoje só sussurro por equidade, fora um dia grito soberbo de fé. Louçãos é um sonho distante, mas para que seja nosso país triunfante, brasileiros avante! Ó Liberdade, Liberdade, voz que abriu as asas e voou sobre nós! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: