A política maquiavélica do PT

21 out

Vendo o programa petista na televisão, facilmente constatei suas pretensões: mentir e manter o povo estúpido!

Tiveram a sem-vergonhice de dizer que a verdade vencerá a mentira, mas eles é que têm mentido como nunca antes na história desse país. Inúmeros são os exemplos: aborto, religião, quebra de sigilo dos tucanos, Erenice, para citar os mais recentes. Procuram abrigo em supostos escândalos do governo anterior, sugerindo a nós que suas ilegalidades justificam-se pelas alheias. Utilizam de subterfúgios e evasivas para ocultar suas viciosidades irrefutáveis.

A doutrina lulista baseia-se na enganação. Revelei suas táticas anteriormente: primeiro negar tudo; depois, acusar os acusadores, numa súbita metamorfose de réu em vítima; por fim, após servir-se das anteriores, dizer a famigerada locução que tanto ouvimos desde 2003: eu não sabia de nada. É exatamente o que aconteceu com o escândalo Erenice. Vieram a público negar tudo, depois se disseram vítimas da imprensa golpista e, quando provas incontestes foram apresentadas, Erenice errou – como Dilma disse no último debate.

É o novo populismo que emerge na América Latina, cujos países, em sua maioria, passaram por ditaduras controladas pelo militarismo. Após suas derrocadas, sobrevieram os partidos auto-intitulados de esquerda que, uma vez alcançado o poder, corrompem-no. Argentina, Bolívia e Venezuela são exemplos. Todos possuem um inimigo comum, isto é, a imprensa acostumada a exercer sua liberdade jornalística de informação e opinião, sem submeter-se aos interesses do governo.

Direita virou um conceito praticamente extinto. Denegriram e deturparam suas acepções políticas – embora seja impossível classificar os partidos hoje pela velha dicotomia derrubada com o Muro de Berlim. Direitista virou sinônimo de egoísta, aquele que não preza pelo bem-estar social de seu povo. As pretensões petistas constituem em impor apenas a sua versão da História. Desejam criar a unidade de pensamento e opinião. Por isso os reiterados achaques à imprensa que, se controlada, o país caminhará a passos largos para a instauração de um novo modelo de regime, baseado na monocultura de idéias. É fácil observar isso nos discursos de Lula. Ele não gosta de oposição. Quer execrá-la. Seu conceito de democracia difere do meu. Sua ética – se é que podemos falar assim – difere da minha. Seu apetite pernicioso encontra obstáculos que necessariamente precisam ser transpostos para que o Brasil se mantenha a serviço do PT.

Isso se observa também em outros países da América Latina. É uma tendência continental. Estamos em um estágio no qual, ou sublevamos contra as arrogâncias, intimidações e agressões injustas, ou nos condenamos a viver sob o jugo daqueles que viciam e maculam o Estado de Direito e suas instituições democráticas sem qualquer constrangimento.

O que ocorreu até agora só foi possível pela alienação popular. Vejam o exemplo da França, que conquistou sua consciência política há 230 anos, através do derramamento de sangue de seu povo. Hoje, ele a exerce até em razão de uma reforma – diga-se de passagem, necessária para conter o déficit de sua previdência – que altera em 2 anos a idade da aposentadoria.

Quantos Lulas serão necessários para que nós alcancemos a nossa? Quantas Erenices e Dirceus virão antes da res publica? Quantas quebras de sigilo fiscal e bancário que violam os direitos fundamentais dos cidadãos constitucionalmente garantidos?

Manter o povo estúpido, sem educação, sem cidadania, sem consciência política, é o corolário da doutrina lulista. É o meio para se manter no poder. Vejo-os, com freqüência, defendendo ditaduras, como Cuba, onde simplesmente se mata os opositores. É um regime justo? Lula debochou publicamente de Orlando Zapata, preso político cubano que morreu após quase 3 meses de greve de fome. Comparou-o a estupradores e assassinos de SP. Esse é mesmo o cara?! Digam-me, petistas, é esse seu modelo de democracia, direitos humanos e liberdade de expressão? Não é a toa que Zapata classificou Lula como cúmplice da tirania. Morreu, mas morreu em paz, com a consciência e a certeza de que a bandeira que levantou era correta! Isso, nem os piores ditadores podem subtrair.

E não tentem justificar nada disso por meio de índices econômicos de crescimento do PIB ou similares. Primeiro porque, pessoas minimamente inteligentes compreendem que isso independe da vontade presidencial. Decorrem muito mais das bases criadas ao longo das décadas do que deste ou daquele governo especificamente. A China possui uma baita economia e é aquela porcaria.

Poderíamos ser o país mais rico do globo. Mas, a que preço?! Viver sob constantes ameaças? Com receio de ser execrado por pensar de forma diferente? Trocar liberdades individuais por direitos sociais?! O direito de propriedade pelo Bolsa-Família ?! O sigilo constitucional pelo Minha Casa Minha Vida?! A liberdade religiosa pelo Luz para Todos?!

No Estado democrático, não se atenta contra direitos dos cidadãos. Não se mata um para salvar milhões. Você não é o Príncipe de Maquiavel, Lula. Seus fins não justificam seus meios.

 

Anúncios

10 Respostas to “A política maquiavélica do PT”

  1. Leonardo outubro 21, 2010 às 3:15 am #

    Contradita.
    O PT cresceu e assumiu o poder porque neste País não há senso de nação, de união entre as classes em prol do bem comum. Aproveitaram-se disso para propor um projeto de Brasil que, no fundo, não passa de um projeto partidário de poder, de acesso à coisa pública para benenfício particular.
    Agora, a classe média, se apercebendo do caos que se aproxima, busca no Serra sua tábua de salvação. É tarde, as classes, ditas, C e D, com o ego inflado pelo lulismo, ignoram qualquer falcatrua, desde que seu status quo permença como está. Trocou-se o orgulho por uma TV de 29 polegadas, paga em suaves 24 prestações.
    Com o vitória de Dilma, o petismos navegará por mais oito anos, preparando o sucessor.

    • contradita outubro 21, 2010 às 2:10 pm #

      Pois é. A classe média hoje encontra-se num estado de sufocamento. Cansa de pagar impostos e nada recebe em troca. Paga-se educação, saúde e segurança para o Estado e também para a iniciativa privada.
      Enquanto isso, diariamente vemos falcatruas do PT nas manchetes dos jornais. Os crimes já são conhecidos, as provas já foram divulgadas e os réus apresentados ao público. E o que aconteceu? Nada! Continuam aí… lamentável, Leonardo… nós, da América Latina, ainda pagaremos caro por isso…

  2. Carlota outubro 21, 2010 às 12:21 pm #

    Bom dia Contradita,

    Em relação a seguinte frase:
    “Manter o povo estúpido, sem educação, sem cidadania, sem consciência política, é o corolário da doutrina lulista”.

    Cabe ressaltar que essa doutrina esteve incluída nas ações de todos os politicos do Brasil, excluindo, acho, Getúlio Vargas.

    Abraços.

    • contradita outubro 21, 2010 às 2:04 pm #

      Discordo.
      Vejo a política e a campanha do PT fazendo isso deliberadamente. Ofendem a inteligência do povo, do qual faço parte, com tantas mentiras. Tentam propositalmente nos enganar.

    • Andréa outubro 21, 2010 às 10:06 pm #

      incluindo os militares!
      (mas isso é outra historia que teremos saudades se o PT assumir de vez com Dilma com o PNDH3)

  3. Lucia Neves outubro 21, 2010 às 1:23 pm #

    Na mosca!

  4. Andréa outubro 21, 2010 às 4:01 pm #

    Ola!
    Estive lendo todos os comentários desse vosso blog.
    Um deles, de 17 de outubro onde tu fazes referencia(A obstinação do PT – plantando a semente do mal) li a publicação que fizestes de um leitor.
    Primeiro quero parabenizá-lo pela qualidade dos comentarios e principlamente a sua humildade em publicar o texto do João Geraldo que achei FANTASTICO (queria conhecer essa pessoa). Bah. vcs deveriam participar como colunistas da VEJA.
    Votei na Marina e agora vou de Serra.

    Andrea-Caxias(RS)

    • contradita outubro 21, 2010 às 6:17 pm #

      Andrea, tudo bem?
      Obrigado pelos elogios…
      Ajude-me a divulgá-lo..
      vou passar o e-mail do João para você no seu e-mail… daí se você quiser, manda a mensagem diretamente pra ele…
      bjos

      • corinthiano outubro 22, 2010 às 12:22 am #

        Concordo com a guria ai!
        O francano João Geraldo escreveu uma cronica a respeito desse gnomo que é o LULA.
        Cada vez que a gente lê parece q vai ficando mais claro.
        Legal
        Contrata o João .

        abç.

  5. Corina outubro 27, 2010 às 11:49 pm #

    Perfeito, gente! O problema é que grande parte dos brasileiros olha o colorido da tela de tv e não lê o preto-no-branco das análises e artigos de gente séria nos jornais. Daí, como o colorido agrada, nem quer saber do que há por trás dele. De fato, troca-se orgulho por beneplácito… e vende-se a alma às mentiras porque estas soam mais macias que a verdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: