Mensagem da Dilma em foco: a lambança continua

15 out

A candidata petista assinou hoje o documento que atesta sua submissão à religião. A Mensagem da Dilma, como foi batizada, foi objeto de brigas e desavenças internas no PT, entre a ala que era do contra – utilizando um dos chavões prediletos de Lula – e aqueles que se renderam às vontades dos evangélicos.

Trata-se de um verdadeiro escárnio. Uma demonstração de indiferença e desprezo. O PT experimentou o próprio veneno, impingido a seus subalternos, como a UNE e os sindicatos, diversas vezes na história. Os princípios e ideais do partido – se é que ainda existiam – foram renegados hoje. Os mesmos que outro dia expulsavam correligionários contrários ao aborto, hoje satisfizeram as exigências daqueles que durante anos a fio foram abominados nos sermões petistas.

Nem se pode culpar Dilma Rousseff. Ela sequer deve conhecer a história do partido. É candidata apenas porque os outros aspirantes ao cargo protagonizaram escândalos de corrupção.

Isso representa não só a mudança repentina de postura em relação a bandeiras que o PT levantou em sua história. Representa, além disso, a quebra de confiança com seus eleitores; de fato, uma desilusão para a velha guarda petista, uma decepção para os novos companheiros.

Como Lula deixou isso acontecer? Velhaco na política, impensável ele manchar ainda mais a sua trajetória e a biografia do PT. Seu desespero deve ser grande para se sujeitar a isso. Talvez sem razão, pois seu títere ainda lidera a maioria das pesquisas.

No link a seguir, vocês podem conferir na íntegra a Mensagem da Dilma:  http://media.folha.uol.com.br/poder/2010/10/15/carta_mensagem_dilma.pdf

Ela afirma ser pessoalmente contra o aborto. Como se sabe, trata-se uma mentira eleitoreira. Mudar de opinião, todos podem. Mas, não dessa maneira, isto é, sem sequer apresentar justificativa.

O item 4 traz à tona o PNDH-3 e é um tanto quanto bizarro, pois assevera que Dilma não promoverá nenhuma iniciativa que afronte a família. Opa, ainda bem, não é mesmo?! Por um momento pensei que o PT extinguiria a família brasileira.

Pelo documento a homofobia será permitida nas igrejas. Senhores, se quiserem praticar o preconceito sexual, fundem uma seita religiosa que daí pode.

Ao final posa novamente como vítima de uma campanha sórdida, baseada em mentiras e calúnias, com fins eleitorais.

No entanto, Dilma foi quem mais mentiu durante os últimos meses. Você confia?

 

Anúncios

3 Respostas to “Mensagem da Dilma em foco: a lambança continua”

  1. Robert Maia outubro 16, 2010 às 12:11 am #

    O Lula não está preocupado de fato com o PT porque ele é mais um caudilho em nossa história nacional. Montou um governo populista e alçou a si próprio a um patamar de quase Deus. Para azar dele, existem pessoas esclarecidas que não acreditam em historinhas de contos de fadas…

    • contradita outubro 16, 2010 às 12:22 am #

      Pois é, concordo plenamente.
      Não gosto de populismos – invariavelmente flerta-se com o autoritarismo e alia-se a outras ditaduras.
      Na América Latina, parece que virou moda, não é mesmo?
      Abraços!

  2. Rachel outubro 16, 2010 às 4:05 am #

    Boa noite,

    Minha pergunta é invariavelmente a mesma: são 13 milhões de famílias no Bolsa Família. Como a maioria é do N/NE, onde se concentram bolsões de pobreza, o cálculo de quatro por família é bem otimista.

    Agora, ou o IBGE é falho em sua metodologia ou temos algum ‘factoide’ (o vocáculo ‘queridinho’ da vez, a exemplo do que foi ‘ilação’ nos idos do Mensalão) aqui. Caso contrário, é mais de 1/4 da população amparada pelo governo. Acho que, caso o ‘polvo’ lhe dê à Dilma a oportunidade, até que será bom – mais quatro anos e talvez cheguemos a uma meta de 1/2 da população sustentada pela outra metade.

    Pergunto: é esse o país que queremos? Será que a miséria de oito anos atrás era tanta que precisávamos nos responsabilizar por um quarto da população? E digo 1/4, pois todas as estatísticas apontam para índices decrescentes de natalidade, i.e., otimismo no cômputo de quatro por família.

    Para movimentar esse mecanismo, será necessário que as famílias voltem a ‘proliferar’ rebentos. Assim se formam
    PT-dependentes e eleitores pré-fabricados. Mesmo porque, até onde se ouve dizer, os filhos também são subsidiados.

    Quantos pré-sais, pré-álcoois, hectares de soja, Rios São Francisco e Belos Montes serão necessários para sustentar tanta gente desamparada?

    Vamos trabalhar, gente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: